Portugal – Lisboa

Mais um dia na “Terrinha”, e esse dia foi dia de turistar.  Escolhemos alguns pontos históricos para conhecermos, mas sempre com um roteiro apertado devido ao pouco tempo.

Saímos do Montijo cedo, para aproveitarmos o dia. Fomos direto para a Torre de Belém. Estacionamos o carro na praça em frente, e o acesso é por uma escadaria subterrânea. Com um carrinho de bebê, tivemos que carregá-lo no colo e outra pessoa descer o carrinho. Na escada há uma rampa para bikes, não vi nenhum outro acesso para cadeirantes, posso estar enganada, mas não percebi mesmo.
Depois de atravessar , chegamos ao monumento novo , em homenagem a saída das Caravelas, que partiram para as Índias, e acabaram aqui no nosso Brasil.

 A fila da Torre estava enorme, então… não entramos. 🙁

Próximo a Torre tem o Museu do Combatente, pra quem se interessar, e tiver tempo, vale a visita.

 

Uma observação aqui, Sumol é um refrigerante, e quando eu fui há 30 anos atrás era divino. Sempre tive essa recordação. Ainda tem , mas não é tão fácil de se encontrar, hoje os sabores mais comuns são laranja e ananás (abacaxi).

Fomos até os famosos Pastéis de Belém, na rua todos lugares o chamam de Pastel de Nata, só overdadeiro Pastel de Belém, é dessa confeitaria. Bom chegar com tempo, se quiser sentar, porque as filas são enormes.

Ahhh, grudadinho tem a Ale-Hop, uma loja de tranqueiras, D-E-L-I-C-I-O-S-A, onde eu comprei várias coisinhas, e entre elas o cavalo de pintar.

Depois de me fartar  com uma bela Bacalhoada e do comer um pastelzinho, fomos até o Oceanário de Lisboa. O lugar é lindo, um pouquinho caro a entrada (de 11 a 17 euros, por pessoa), menores de 3 anos não pagam a entrada, mas vale a pena.

Saímos de lá, voltamos para o Montijo, atravessamos a super ponte, rss…, tomamos um banho rapidinho, para jantar com meu Padrinho.

E assim encerrou, mais um dia… e sabendo que a viagem ta quase no fim…
🙁

Beijinhos,

Deixe uma resposta