Saúde na Gestação: Atividade Física

Hoje o nosso assunto é Saúde na Gestação – a prática de Atividade Física. A gente sabe o quanto é importante a prática de exercícios físicos, e eles sempre devem ser liberados pelo médico obstetra que acompanha a gestante e é muito importante ter o acompanhamento de um  profissional.

Por isso, convidei a minha amiga Priscila Alves Cardozo, Fisioterapeuta, Especializada em Fisioterapia Aquática pela UNICID e Membro da ABFA (Associação Brasileira de Fisioterapia Aquática) para falar sobre o assunto.

Para quem quiser conhecer mais sobre a Priscila: http://www.priscilafisio.com.br/

 

A Pri além de uma excelente fisioterapeuta, está gravidinha  de gêmeos, e colaborará muito com o nosso blog, trazendo sua experiência nessa nova jornada de mãe de dois de uma vez só.

Atividade Física e Gestação- benefícios para mãe e filho

Perto da metade do período gestacional nas 18 semanas de gestação o bebê começa a perceber o mundo intrauterino, como ouvir os batimentos cardíacos da mamãe, que chega a 90 decibéis para os ouvidinhos já formados e os barulhinhos do seu próprio organismo funcionando.

O ultrassom morfológico deve ser solicitado nesta fase para verificar o desenvolvimento fetal assim como um exame de sangue. Se tudo estiver em ordem é só acompanhar o crescimento do bebê, que deve estar em torno de 14 centímetros e pesando cerca de 230 / 250 gramas.

Para a mamãe as mudanças também são bastante significativas como aumento da barriga, que fica mais pesada e outros inconvenientes podem aparecer como câimbras nas pernas, inchaços em tornozelos e pés, cansaço em pequenas atividades do dia a dia.

Os enjoos e a sensação de mal estar tendem a desaparecer magicamente nessa etapa e a disposição volta a surgir. O sono ainda acompanha e claramente é percebido como um “estoque” de energia. Como se o corpo nos poupasse de gastos energéticos desnecessários deixando o bebê totalmente suprido.

É muito importante a mamãe estar confortável nesse momento, procurando usar roupas mais largas, sapatos adequados como tênis. As lingeries fazem muita diferença nesse conforto. Vale investir em cintas de sustentação e roupas íntimas específicas para gestantes.

Hoje é possível encontrar diversas opções, inclusive pela internet de moda gestante com roupas que se ajustam até o final da gravidez.

Um dos melhores investimentos que podemos fazer para contribuir com nossa saúde física, mental e emocional e a saúde do filhote é a prática de atividade física.

 

Experimentar várias modalidades ajuda a decidir qual se adapta melhor ao seu corpo e seus objetivos.

A opinião de um profissional qualificado é muito válida juntamente com o prazer em se movimentar.

Escolher o que está na moda, ou o que o artista preferido pratica nem sempre é um caminho positivo.

Para acertar é importante experimentar e, por que não de tempos em tempos trocar a modalidade mantendo as características que são importantes para quem se exercita?

O método pilates e a hidroginástica costumam ser as indicações preferidas dos médicos. Mas existem outras opções, também considerados métodos seguros e adaptáveis as modificações fisiológicas das mamães.

Inicie sem medo de gostar e se envolver!

Movimento é vida!!

Priscila Alves Cardozo

Fisioterapeuta

Especializada em Fisioterapia Aquática pela UNICID

Membro da ABFA (Associação Brasileira de Fisioterapia Aquática)

5 responses on “Saúde na Gestação: Atividade Física

  1. Chris Ferreira

    É muito importante mesmo. Eu vejo a diferença entre a minha primeira gestação em que eu não fiz nenhum exercício e a segunda em que fiz hidroginástica e rpg. Fiquei muito melhor na segunda.
    beijos
    Chris

Deixe uma resposta