Um pulo em Paris- 1ºdia

Após o casamento, subimos para o Porto, como contei no anteriormente, o pequeno ficou com os avós no Porto, e nós papais, demos um pulinho, até a França, especificamente Paris.

Saímos do Porto na madrugada de segunda feira (26/10/15) e desembarcamos em Paris aproximadamente às 9:00h. Desembarcamos no Aeroporto de Orly, e de lá pegamos o Orlyval, uma espécie de metrô , que faz a conexão com a malha ferroviária (RER) e o próprio metrô. A malha ferroviária de Paris, te leva a todos os lugares da cidade, basta um mapa em mãos, dá pra se virar bem.

Fomos direto para o hotel, ficamos hospedados no Mercure Paris Opera Grands Boulevards, um hotel pequeno, mas aconchegante, e todo inspirado em Música.


Deixamos as malas,e saímos para passear. Já saímos do Brasil, com a entrada da Torre Eiffel comprada, com direito a cruzeiro no Rio Sena. O nosso horário de entrada era às 16:00h, mas precisamos trocar o voucher pelo ticket antes do horário. Nos planejamos e foi bem tranquilo. Chegamos com antecedência à torre, mas eles não liberam a entrada antes, somente no horário agendado.

Antes de irmos para a torre, passamos pelo Louvre, mas não entramos porque as filas estavam grandes , e ficamos com medo de perder a hora para a torre. Mas tiramos fotos do lado de fora, mas a entrada, só em uma próxima vez (espero um dia voltar). Para cada escolha uma renúncia, e nós renunciamos o Louvre.
Até aqui fizemos tudo de Metrô, sem encontrar nenhum problema. Partimos do Louvre a pé  até a Torre Eiffel, foi uma boa caminhada, mas passamos no caminho para trocar o voucher, e fomos apreciando Paris, sua beleza, suas ruinhas, e seu estilo peculiar.
Chegamos na Torre, e a primeira impressão é de espanto. Tão grande, tão linda e com tanta gente. As filas dão volta, então economizamos um bom tempo. Pudemos andar pelo jardim, e até comer um waffle antes de subir.
Subimos e aproveitamos a vista tanto do dia, quanto do entardecer. Sem dúvidas, a melhor escolha. Ver a cidade se acender, na Cidade Luz, é realmente fascinante. Subimos até o topo, mas o não pude tomar Champagnhe, o bar estava fechado, mas mesmo assim fiz o registro.
Pela fotos da pra ter uma noção, tava um friozinho. Nada impossível de se aguentar, mas lá no alto, é bem gelado. Saímos da torre , por volta das 18/18:30h e já era noite. Fomos direto fazer o cruzeiro pelo Rio Sena. Foi fascinante, não tirei quase nada de foto, porque  quis aproveitar a vista e o momento.
Depois de um dia corrido e romântico, rsss, fomos para o hotel e sairíamos (digo que sairíamos porque vocês já vão entender, rsss), para jantar. Essa foi a maior roubada que passamos em Paris. Como já era tarde, saímos para jantar umas 22:30h, e para nossa surpresa, tudo fechava às 22:00h. Resultado, tivemos que comer churrasquinho grego em um boteco, porque era o único local aberto. Mas tudo bem, isso não fez perder o brilho do dia que havíamos tido.
Espero que tenham curtido,
Até a próxima,

8 responses on “Um pulo em Paris- 1ºdia

  1. Chris Ferreira

    Oi Tatiana, que chic dar um pulinho ali em Paris!
    Adorei o seu dia. Eu passei 10 dias lá e a minha filha voltou agora em março e passou mais 10 dias. Estou cheia de post atrasado para fazer. Mas vou contar como foram nossos dias por lá.
    beijos
    Chris

Deixe uma resposta